Soepe em negociação com Olinda

Soepe em negociação com Olinda

Com o intuito de valorizar os Cirurgiões-Dentistas da Prefeitura de Olinda, gestores, representantes da categoria e do Soepe decidiram formar,…

Dentistas e Enfermeiros não aceitam a proposta salarial da gestão socialista

Dentistas e Enfermeiros não aceitam a proposta salarial da gestão socialista

A categoria vai aguardar a reunião agendada PCR para o dia 24 de agosto, para maiores esclarecimentos sobre as suas…

Soepe na luta com os dentistas de Caruaru

Soepe na luta com os dentistas de Caruaru

Reforçando o seu compromisso de interiorizar as ações do Soepe, o seu presidente, professor Ailton Coelho, e o vice, Dr.…

Pauta em andamento no Cabo de Santo Agostinho

Pauta em andamento no Cabo de Santo Agostinho

Os Cirurgiões-Dentistas do Cabo de Santo Agostinho, o presidente do Soepe, professor Ailton Coelho, e o vice-presidente, Dr. George Gusmão,…

Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2012 JoomlaWorks Ltd.

Principal

Dentistas de Olinda revoltados com precárias condições de trabalho, salário e falta de diálogo

 

Cirurgiões-dentistas de Olinda realizaram, nesta tarde (27), uma assembleia ordinária com assessores do Soepe para discutir as precárias condições de trabalho e baixa remuneração. De acordo com a categoria, a maioria das Unidades de Saúde da Família (USFs) está funcionando sem flúor, anestésico e resina. A população também sofre com as USFs fechadas por obras de reforma, como a do Varadouro, que já se arrasta por quase três anos.

Outro ponto da discussão foi a baixa remuneração salarial, composta, em sua grande parte, por gratificação. O município também não realiza concurso há oito anos e mais de 60% dos profissionais com carga horária de 40 horas não são concursados. A direção do Soepe tenta dialogar com a secretária de Saúde, Tereza Miranda, desde maio, mas não obteve retorno. Uma nova assembleia deverá ocorrer nos próximos nos dias.

Você está aqui: Pagina Principal Dentistas de Olinda revoltados com precárias condições de trabalho, salário e falta de diálogo